Cedae: um problema insolúvel para o consumidor carioca

  • 13/08/2019
  • 0 Comentário(s)

Cedae: um problema insolúvel para o consumidor carioca

A Cedae, apesar de todo o seu gigantismo, até hoje não foi capaz de coletar o esgoto nem de 39 % de seus consumidores, o que demonstra por que as praias, as lagoas e os rios estão cada vez mais poluídos, sem falar na Baía de Guanabara.

No passado recente, houve tentativas para a sua privatização, que sempre foram interrompidas pelas mais diversas razões, porém um fato é certo: há muitos empregos disponíveis neste gigante do saneamento carioca e muitos desses empregos são muito bem remunerados, o que certamente dificulta qualquer privatização.

Por outro lado, um levantamento feito pelo Globo, com base em relatórios de desempenho da companhia, revelou que, num período de cinco anos, quase não houve avanço na oferta de serviço de coleta de esgoto, pois o índice era, em 2011, de 38,9 % e depois passou para 38,87, em 2015, isto é, houve uma discreta queda neste período de quatro anos, em razão da saída de parte da Zona Oeste, que teve o serviço privatizado, das contas da companhia.

Há ainda um outro indicador a demonstrar que esta Companhia, apesar grande estrutura, tem um lado completamente ineficiente: o total da população atendida pelo serviço de coleta de esgoto é ainda muito baixo, ou seja, pouco superior a quatro milhões de pessoas.

Mas o pior e mais triste vem agora.

Baía de Guanabara. Patrimônio da Humanidade. Ali, no noroeste do seu espelho d’água, há um pequeno afluente conhecido como Rio Roncador, que deságua na Baía de Guanabara. Ele está localizado no município de Magé. Hoje não existe tratamento de esgoto em todo o município.

Mas o Roncador não é o único que direciona a poluição para dentro da baía de Guanabara. Na verdade, são dezoito mil litros de esgoto não tratados por segundo.

Segundo dados apurados, 76% do esgoto do estado do Rio de Janeiro é despejado in natura; apenas 24 % dos dejetos que chegam ali recebem tratamento.

De que adianta manter a Cedae como empresa pública se a coleta de esgoto não é uma realidade para a maioria dos cariocas ? De que adianta manter esta empresa pública se a Baía de Guanabara é uma vergonha nacional e internacional ?

Leia mais em : O Fluminense

Por Alcides da Fonseca Neto, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, titular da 24ª Câmara Cível do TJ-RJ

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Diego Elias

Interligados na Palavra

21:00 - 23:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Djavan

Samurai

top2
2. Fábio Junior

Pai

top3
3. Cassiano

A lua e eu

top4
4. Benito de Paula

Menina

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes