Na crise, gonçalenses 'se viram nos 30' para enfrentar o desemprego

  • 13/11/2019
  • 0 Comentário(s)

Na crise, gonçalenses 'se viram nos 30' para enfrentar o desemprego

Em épocas de crise financeira e desemprego, muitas pessoas costumam se desesperar ao notar que não terão condições de conseguir suprir as necessidades pessoais e da família. Porém, como diz o ditado, “enquanto uns choram, outros vendem lenços”, alguns gonçalenses têm driblado a crise e 'se virado nos 30', aproveitando as oportunidades que surgem.

Esse é o caso da moradora do Portão do Rosa, Adriana da Rosa, de 45 anos. Ela pediu demissão do emprego de balconista, em março deste ano, ao qual estava há cerca de sete anos, por não se sentir mais satisfeita na função.

Menos de um mês depois, Adriana decidiu abrir uma barraquinha de pastel em frente a Universidade Salgado de Oliveira (Universo), na Trindade.

"Eu trabalhava de balconista e não queria mais aquilo para minha vida. Eu sonhava em ter algo que fosse meu. Foi, então, que resolvi partir para o ramo do pastel. Eu sempre trabalhei em comércios, meu antigo emprego era um bazar que trabalhava com vários tipos de produtos. Aqui na Trindade eu tenho um público certo e o local é muito tranquilo para trabalhar", explicou a comerciante.

Os pastéis, além de deliciosos, tem um diferencial: os clientes escolhem o próprio ingrediente, na hora, podendo misturar alguns sabores, como carne moída, frango, carne seca, calabresa, mussarela, presunto, queijo branco, e os complementos: tomate, cebola, ovo, azeitona, milho, passas, catupiri, cheddar, alho e orégano.

Leia mais em :Jornal o São Gonçalo

Daniela Scaffo

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Terço

Terço Mariano

06:00 - 07:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Djavan

Samurai

top2
2. Fábio Junior

Pai

top3
3. Cassiano

A lua e eu

top4
4. Benito de Paula

Menina

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes